É importante frisar que contrato digital e contrato digitalizado são coisas completamente diferentes. Muitas vezes a validade jurídica  dos contratos digitalizados é questionada, já que eles podem ser alterados facilmente. No entanto, os contratos digitais são amparados juridicamente como válidos.

Qual a diferença entre a assinatura digital e assinatura eletrônica?

Embora as duas sejam bastante parecidas e possuam validade jurídica, é importante esclarecer suas diferenças.

A assinatura eletrônica abrange toda forma de autenticação que utiliza os meios computacionais. Ou seja, ela reúne um conjunto de evidências que comprovam que as partes envolvidas assinaram – sem a necessidade de possuir um certificado digital-, seja através da geolocalização, login/senha, biometria, IP, imagem, voz, entre outros critérios. É um termo mais amplo. Inclusive, a própria assinatura digital é caracterizada como um tipo de assinatura eletrônica.

Enquanto a assinatura eletrônica engloba vários meios legais que comprovam sua autoria através da esfera computacional, a assinatura digital propicia essa confirmação associada ao certificado digital por meio de uma chave pública ou privada- geradas aleatoriamente – que compõe dados criptografados. Nada mais é que um documento eletrônico que funciona como sua identidade virtual, tipo o RG.